Passagens aéreas nacionais podem ser mais baratas que as de ônibus | Paulo Afonso Tem

Passagens aéreas nacionais podem ser mais baratas que as de ônibus

Passagens aéreas nacionais podem ser mais baratas que as de ônibus  Passagens aéreas nacionais podem ser mais baratas que as de ônibus Passagens a  reas nacionais podem ser mais baratas que as de   nibusNos últimos dez anos, o volume de passageiros nos aeroportos brasileiros quase triplicou. No mesmo período, houve redução de 6% na procura pelos ônibus interestaduais. E um dos motivos desse movimento é o preço.

A família do Valdemir passou dois dias no ônibus para ir do Piauí até Brasília. “Ônibus tem um transtorno muito grande. Tem o cansaço, vem com criança no colo, tem esse negócio de alimentação, a pessoa passa mal”, reclama o Valdemir.

O Dilberto escolheu o avião para evitar três dias de viagem até Rondônia. “É mais barato e mais rápido”, afirma Dilberto.

Essa combinação de preço mais em conta e agilidade nas viagens aéreas vem mudando o perfil do transporte de passageiros no Brasil. Dados da Confederação Nacional dos Transportes mostram que o número de passageiros de avião já chega a 100 milhões por ano, enquanto 75 milhões ainda preferem usar os ônibus.

A equipe do Jornal Nacional pesquisou os preços de passagens aéreas e de ônibus em duas das principais rotas brasileiras. Compradas com antecedência, a diferença de preços é pequena. A passagem mais barata de avião no trecho Rio-São Paulo para daqui a um mês, com as taxas incluídas, sai por R$ 96,47. A de ônibus pode custar R$ 89,64. Já de Brasília a Belém, a passagem aérea fica em R$ 221,55. O mesmo trecho, de ônibus, sai por R$ 288,85.

Mas é importante ficar atento à variação dos preços. Na semana passada, a Agência Nacional de Transportes Terrestres autorizou um reajuste de quase 7% nas passagens de ônibus interestaduais e internacionais. E as passagens aéreas já aumentaram. De acordo com o IBGE, em setembro, subiram 16%.

Para o professor de economia José Kobori, ainda vale mais a pena ir de avião, mas só se a passagem for comprada com antecedência. “Quando você deixa para comprar muito em cima da hora, o preço da passagem de avião realmente fica muito mais caro do que a de ônibus”, ressalta José Kobori, professor do Ibmec.

Márcio que o diga. Ele chega a fazer uma planilha e tem 14 passagens já compradas. Viagens até julho do ano que vem.

“Se você pode planejar, você consegue comprar mais barato para viajar”, afirma o bancário Marcio Henrique Vale Campos.

Fone Jornal Nacional


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta