Aposentadoria, o momento de ser empreendedor | Paulo Afonso Tem
aposentadoria-o-momento-de-ser-empreendedor

Aposentadoria, o momento de ser empreendedor

Dados revelados pela Síntese de Indicadores Sociais 2013, realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) apontam que, no ano de 2012, cerca de 27% da população idosa brasileira exercia algum tipo de trabalho remunerado. Os motivos são diversos: pode ser simplesmente por vontade de continuar em uma atividade profissional ou mesmo para complementar a renda. Parte deste montante prefere, após a tão esperada aposentadoria, ter o próprio negócio. No entanto, para ser bem sucedido em sua operação de novo empreendedor, é necessário pensar em alguns pontos. Acredite: não é uma tarefa muito fácil. Antes de começar a pensar em suas ideias é preciso definir bem algumas diretrizes. A exemplo, podemos citar a escolha do ramo de atividade de sua operação, se será franquia de uma marca consolidada, quanto será o investimento necessário para o início e mesmo para manter um fundo de caixa, se haverá funcionários e mesmo se o espaço do empreendimento será alugado ou extensão de sua garagem. Planejamento e estrutura Fazer aquilo que gosta pode ser o primeiro passo. Afinal, foram anos de sua vida despendidos em atividades que, geralmente, passavam mais perto da obrigação do que do prazer, correto?  Agora que chegou o momento da tão esperada aposentadoria, descubra algo que complemente a sua vida e não que a atrapalhe. Além disso, escolher um sócio (pode ser um parente ou um amigo de muita confiança) e, preferencialmente, que conheça ou esteja disposto a estudar o ramo de atividade escolhido por você ou mesmo saiba bastante alguns quesitos de administração de empresas. É fundamental que vocês compartilhem boa parte das ideias e planos. Após as definições estruturadas é importante ter a parte financeira em ordem. Para tanto, além de um contador de sua confiança, usar um sistema para controle financeiro empresarial, que auxilie a verificar gastos, recebimentos, pagamentos, fluxo de caixa e a evitar perdas com gastos desnecessários ou aquém de suas posses. Não gaste tudo  o que tem Outro ponto fundamental, aconselhado por milhares de especialistas, é: não invista todo o seu patrimônio. Ter um pé de meia garantido para imprevistos ou mesmo para nunca ser tocado é essencial. A preocupação neste ponto vem também de dados do IBGE. Segundo o Instituto, cerca de 50% das empresas abertas no Brasil não passam muito dos três anos de atividade. Pedir ajuda a uma consultoria também não está fora de cogitação, nunca. Conversar com quem já empreende no ramo escolhido ou mesmo uma consultoria especializada pode ser o que falta para que você comece. Vá atrás do que deseja, trabalhe bastante e seja um aposentado empreendedor de sucesso.

Fonte Minha Carreira


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta