“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia
“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia

“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia

Abalado e com queimaduras pelo corpo, Alef Hugo Melo, 22 anos, lamenta não ter conseguido resgatar os dois irmãos mais novos que ficaram dentro do casarão, que pegou fogo no município de Cachoeira, localizado a cerca de 120 km de Salvador.
“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia “Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia 8u664euknd 13p54ppbkp file dimensions  no crop true
— Ouvi meus irmãos pedindo ajuda, mas não consegui tirar eles de dentro. Estava meus dois irmãos lá, mas não teve forma possível de tirar

O fogo se espalhou rápido, seis pessoas estavam dentro da casa, entre eles Juracy Arthur, de 5 anos, e Allan Abner, 3, que não conseguiram sair a tempo

Vizinhos e parentes tentaram apagar o fogo e socorrer as vítimas. Segundo Alef, o Corpo de Bombeiros demorou mais de três horas para chegar ao local.
— Atrasou toda a chance de resgate que a gente tinha em relação aos meus irmãos

“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia “Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia 3d6alt9p9t 1trez4no3g file dimensions  no crop true

A cidade de Cachoeira não possui um Corpo de Bombeiros, a equipe que trabalhou no local teve que sair de Feira de Santana, localizado a 50 km de Cachoeira. Segundo o capitão Adriano Bertolini, a viatura demorou 40 minutos, desde que recebeu o chamado, para chegar ao local do socorro.

“Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia “Ouvi pedindo ajuda”, diz irmão dos dois meninos mortos em casarão incendiado na Bahia 1jqx1h852o 4dkmmt5tfd file dimensions  no crop true

“Não acredito que 40 minutos, saindo de Feira de Santana em direção a Cachoeira, com um veículo transportando quatro mil litros de água, um veículo pesado de combate a incêndio, que tenha havido demora. Quarenta minutos para três horas é uma diferença muito grande” – diz bombeiro.

Segundo testemunhas, as duas crianças estavam dentro do quarto. A suspeita é de que elas estavam brincando com fogo. O casarão vai passar por uma pericia e a estrutura do imóvel pode desabar

O prefeito de Cachoeira, Carlos Pereira (PP), informou que negociou com o governador Rui Costa a implantação imediata de um grupamento do Corpo de Bombeiros deve ser instalado na cidade

Fonte R7


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta