Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso
caminhada-1

Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso

Nesta quinta-feira, 18 de maio, 16º ano de criação do “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes”, a Prefeitura de Paulo Afonso realizou a Caminhada Faça Bonito – Proteja nossas Crianças e Adolescentes! A organização foi da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), Conselho Tutelar, DEAM, CREAS e Governos Federal e Estadual.

caminha-2 Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso caminha 2

Soando apitos e exibindo faixas e cartazes da campanha, o grupo saiu às 17h do Centro de Cultura Lindinalva Cabral, percorrendo as duas pistas da Avenida Getúlio Vargas até a Praça das Mangueiras.

VEJA A GALERIA DE FOTOS CLICANDO AQUI

Participaram da caminhada animada pela Orquestra Filarmônica 28 de Julho, alunos, professores e diretores de escolas municipais, estaduais e privadas; representantes das polícias militar e civil; 1ª Companhia de Infantaria,Guarda Municipal, GTRAN, Lar da Criança Vicentina, APAE, Diocese, Secretaria de Educação e programas da Rede Socioassistencial.

Os organizadores destacam que “A proposta do 18 de maio, data Instituída pela Lei Federal nº 9.970/00, é mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta pelo fim do abuso e da exploração sexual de crianças e adolescentes. É preciso garantir a toda criança e adolescente o direito ao desenvolvimento de sua sexualidade de forma segura e protegida”.

caminhada Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso Caminhada pelo fim do abuso sexual de crianças e adolescentes movimentou o centro de Paulo Afonso caminhada

Esse dia foi escolhido porque em 18 de maio de 1973, em Vitória – ES, um crime bárbaro que ficou conhecido como “O Caso Araceli” chocou todo o país. Uma menina de oito anos de idade foi hostilizada, estuprada e morta por jovens de classe média alta daquela cidade. Apesar de sua natureza hedionda, o crime até hoje está impune.

Autor: ASCOM/PMPA – redação: Washington Luís – DRT/BA nº 4109


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta