Sabe resolver estas 2 questões de português de concurso público?
Sabe resolver estas 2 questões de português de concurso

Sabe resolver estas 2 questões de português de concurso público?

(DPU – CESPE)
Assinale a opção em que os sinais de pontuação são empregados corretamente.

A) A boa notícia para os novos beneficiários do progresso do país é que o salário médio de quem está entrando no mercado aponta tendência de alta, com o chamado aumento real (já descontado no INPC).

B) No último trimestre, houve aumento de 4,37% em relação ao mesmo período de 2009, com o valor médio saindo de R$ 782,53 para R$ 816,70. Há previsões de que o país, atinja um crescimento anual na casa dos 2 milhões de postos no ano de 2010.

C) Mais gente empregada, produzindo significa perspectiva de geração de riqueza, crescimento no produto interno bruto mais gente ocupada e longe do desespero e das tentações do crime, um povo com a autoestima em alta.

D) Não faltam estudos que mostram, um melhor desempenho escolar das crianças quando elas não têm de ver o pai em casa, de braços cruzados, abatido, porque não tem uma fonte de renda para sustentar sua família.

E) Não é preciso pesquisar muito para perceber que, com mais gente trabalhando, os gasto com assistência social e mesmo com remédios contra doenças de fundo nervoso, são significativamente reduzidos quando as pessoas estão mais ocupadas com trabalho.

O candidato, em um concurso público, precisa ter muito cuidado com questões relacionadas à Pontuação e, obviamente, ao Uso da Vírgula. A lei vale sempre: não se separa sujeito de predicado por meio de vírgula (aquela unitária, isolada). Repare que as letras B, D, E (em destaque) isolam sujeito-verbo ou verbo-complemento (Sujeito-Verbo-Complemento) com o uso da vírgula isolada. Na letra C, uma organização sugestiva seria o uso de dois travessões, isolando a forma verbal PRODUZINDO. Assim sendo, a única completamente adequada é a LETRA A.
Vejamos mais uma questão:

(DPU – CESPE)

1 A História não é feita apenas de brados retumbantes,
de grandes decisões. Ela também é tecida pelo fio do acaso.
Existiria Brasília se o candidato a presidente Juscelino
4 Kubitschek não fizesse um comício, em 4 de abril de 1955, em
Jataí, Goiás? Ali, depois dos discursos, JK se colocou à
disposição para ouvir perguntas de eleitores. Foi quando
7 Antônio Soares Neto, o Toniquinho, quis saber se o candidato
cumpriria o dispositivo da Constituição (de 1946) que previa
a mudança da capital para Planalto Central. JK assumiu na
10 hora o compromisso, como desejava a plateia. E cumpriu a
promessa.
Na lista dos aspectos positivos do projeto de Brasília,
13 é preciso destacar a libertação do país do enorme poder de
atração do litoral.
Com a nova cidade, o Brasil afinal se voltou para seu
16 interior, e a fronteira agrícola pôde se mover em direção ao
Centro-Oeste e ao Norte.
Em relação ao emprego dos sinais de pontuação no texto acima, assinale a opção correta:

A) A vírgula após “interior” (linha 16) justifica-se porque isola um aposto oracional.

B) A vírgula na linha 1 justifica-se por isolar adjunto adverbial subsequente.

C) A expressão “em 4 de abril de 1955” (linha 4) está entre vírgulas por ser um dos elementos de uma enumeração.

D) O termo “o Toniquinho” (linha 7) está isolado por vírgulas por se tratar de um vocativo.

E) O emprego de vírgula logo após “Brasília” (linha 12) justifica-se porque isola adjunto adverbial anteposto à oração principal.
A única opção correta é a LETRA E, pois o advérbio de lugar, anteposto ao sujeito e em forma de locução (em tese, as mais extensas), exige a presença da vírgula. Na letra A, a vírgula separa sujeitos diferentes coordenados (não separa aposto); na letra B, percebe-se também a separação de termos de mesma função sintática; na letra C, há um adjunto adverbial de tempo; na letra D, o termo destacado é aposto.

Deixo-lhe, caro leitor, o seguinte lembrete: o mais importante passo para o domínio da pontuação está na identificação da relação sujeito-verbo-complemento. Compreendido isso, o caminho é consultar boas obras gramaticais e praticar sempre.

Fonte Exame


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta