Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo
Aliados naturais os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo

Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo

Você já ouviu falar em “REDUZIR A INFLAMAÇÃO NO CORPO” para uma vida mais saudável? Segundo a Dra. Lenina Matioli, médica nutróloga especialista pela Associação Brasileira de Nutrologia, esse processo ocorre devido a uma reação natural de defesa do organismo. Como um MECANISMO DE SOBREVIVÊNCIA diante de qualquer sinal entendido como “agressão”, como a ENTRADA DE UMA BACTÉRIA, um corte na pele, possíveis ADAPTAÇÕES MUSCULARES APÓS O TREINO etc.

IMUNIDADE EM RISCO

Ele se torna crônico quanto o sistema imunológico não “desliga” por um desajuste interno – ou porque tais ações não cessaram. “Grande parte das DOENÇAS TEM UMA BASE NA INFLAMAÇÃO CRÔNICA: OBESIDADE, patologias autoimunes, CÂNCERES diversos, entre outras”.

Berries como oxicoco e mirtilo contribuem para reduzir os processos inflamatórios no corpo Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo inflamatorio1

BERRIES COMO OXICOCO E MIRTILO CONTRIBUEM PARA REDUZIR OS PROCESSOS INFLAMATÓRIOS NO CORPO

NATURAIS

Para a profissional, inclusive, a alimentação atua como forte aliada nesse controle e recuperação. Certos alimentos são extremamente indicados para promover uma espécie de “LIMPEZA INTERNA”, REGULANDO AS VITAMINAS, MINERAIS, ENZIMAS e DANOS CAUSADOS PELOS RADICAIS LIVRES, por exemplo. Quer saber quais são?

SALMÃO, SARDINHA E ATUM: “peixes de água fria e profunda, por serem RICOS EM ÔMEGA-3”, ela fala. Para aproveitar o máximo dos seus ÓLEOS NATURAIS, é recomendado que não sejam fritos ou consumidos com muito sal.

CÚRCUMA: “seu princípio ativo, a CURCUMINA, ajuda a bloquear algumas substâncias que são desencadeadas na inflamação”. Fora que é um DESINTOXICANTE ORGÂNICO DO FÍGADO; pode contribuir, ainda, no METABOLISMO DA GORDURA e na moderação do peso.

GENGIBRE: conforme a especialista, o TERMOGÊNICO contém GINGEROL (responsável pelo sabor picante) cujo efeito diminui a produção da inflamação. Poderoso BACTERICIDA, facilita a digestão e melhora desconfortos como náuseas e CÓLICAS MENSTRUAIS. Bastante associado também ao tratamento de dores e infecções como gripes e tosses.

Não adianta incluir alimentos anti-inflamatórios na dieta se aqueles com efeito contrário continuarem sendo consumidos FOTO: thinkstock Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo Aliados naturais: os alimentos que ajudam a reduzir a inflamação do corpo inflamatorio2

NÃO ADIANTA INCLUIR ALIMENTOS ANTI-INFLAMATÓRIOS NA DIETA SE AQUELES COM EFEITO CONTRÁRIO CONTINUAREM SENDO CONSUMIDOS FOTO: THINKSTOCK

BERRIES (cranberry – oxicoco; GOJIBERRY; BLUEBERRY – mirtilo): “frutas ricas em vitamina C e inúmeros minerais como fósforo, potássio e selênio, que operam na atenuação da inflamação”, a médica afirma. Normalmente pequenas e azedinhas, têm compostos fenólicos como os FLAVONOIDES e as antocianinas, os quais amenizam os IMPACTOS OXIDATIVOS E NEURODEGENERATIVOS no organismo.

ABACATE: muito em voga hoje em dia, ele é fonte de um tipo de FITOSTEROL, eficiente no combate à ação inflamatória, a expert avisa. BOM PARA O CORAÇÃO, PARA O CÉREBRO e para a manutenção dos NÍVEIS DE COLESTEROL, por causa da grande quantidade de ácido fólico, vitamina E e gorduras monoinsaturadas.

BALANÇA ALIMENTAR

“É fundamental, além de adicionar opções anti-inflamatórias, eliminar as pró-inflamatórias, para que a dieta realmente apresente benefícios”, a Dra. Lenina ressalta. “Ou seja, RETIRAR ALIMENTOS INDUSTRIALIZADOS, ricos em açúcares e farinhas (especialmente, refinados), GORDURAS TRANS, entre outros, como pães, bolos, biscoitos, frituras. O poder de inflamar destes é maior que o de desinflamar da lista citada anteriormente”. #FICAADICA

Fonte DaquiDali


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta