Ainda não acabou: Depois de queda de Dinho, índios foram ao MPF de Paulo Afonso
Sem título

Ainda não acabou: Depois de queda de Dinho, índios foram ao MPF de Paulo Afonso

As manifestações indígenas ainda terão muitos capítulos em Paulo Afonso.

Depois de conseguirem a renúncia do gestor da FUNAI/Sede Paulo Afonso, Edson Oliveira Maciel (Dinho) na manhã desta terça, 10, com a interdição da ponte que dá acesso a ilha da cidade, os índios do baixo – São Francisco, por intermédio de seus representantes, foram até o Ministério Público Federal esta tarde, onde buscam entrar com uma representação contra a União no que se refere as perdas ocasionadas por este impasse, e visam também atos contra a privatização da Chesf.

Fonte: Bob Charles.


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta