“Parei de tomar pílula. Será que corro o risco de engravidar?” | Paulo Afonso Tem

“Parei de tomar pílula. Será que corro o risco de engravidar?”

A Michelle escreveu contando a seguinte história:

“Deixei de tomar remédio para engravidar. Quando parei, minha menstruação desceu. Logo depois, fiz sexo desprotegida várias vezes. No finalzinho do mês, minha menstruação desceu de novo. Só que, antes de ela descer, tive relação três dias seguidos. Será que estou grávida?”

Quanta informação, Michelle! Seu depoimento é tão complexo, que vou comentar por partes:

1. “Deixei de tomar remédio para engravidar. Quando parei, minha menstruação desceu.”

Até aqui, ok. Após interromper o uso da pílula, o organismo sente a queda hormonal e, com isso, a menstruação desce dentro de alguns dias.

2. “Logo depois, fiz sexo desprotegida várias vezes.”

Como assim, Michelle? Se a ideia era continuar com sua vida sexual, por que parou de tomar a pílula? Você correu dois riscos: engravidar e pegar uma doença sexualmente transmissível. Se você não estava bem adaptada à pílula, precisa buscar outro método contraceptivo. A camisinha é o único 2 em 1 – protege contra a gravidez e contra DSTs. Precisa usar, sempre.

3. “Quando chegou no finalzinho do mês, minha menstruação desceu de novo.”

Ufa! Que alívio, hein? Acenda uma vela e agradeça: foi tudo uma questão de sorte. A partir do momento que você parou de tomar o anticoncepcional, ficou exposta ao risco de gravidez.

4. “Só que, imediatamente antes de ela descer, tive relação três dias seguidos. Será que estou grávida?”

Ah, não, Michelle! Você está brincando com fogo. Não foi dessa vez que você ficou grávida – ou você não teria ficado menstruada. Mas arriscando-se dessa maneira, mais cedo ou mais tarde você vai ter uma má notícia, principalmente porque você não parece ter muito controle ou conhecimento sobre o seu ciclo. Pra que viver tão perigosamente? Vá hoje mesmo a uma farmácia e garanta um estoque de camisinha. Assim, você já garante uma proteção de 97%. Se quiser ficar ainda mais tranquila, procure um médico para descobrir outra pílula indicada pra você. E, lembre-se, ela só funciona se for tomada regularmente, durante todo o mês. Parou de tomar, parou de funcionar.

Fonte Capricho


Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta