Sintomas da Endometriose – Como Tratar | Paulo Afonso Tem

Sintomas da Endometriose – Como Tratar

Muitas mulheres não entendem que tem a chamada endometriose, por isso, acabam tendo males de saúde que nem fazem ideia da origem. É importante entender que a endometriose, como tratar ela e o que esse mal impacta no seu dia a dia.

O que é a Endometriose?

endometriose é uma doença que tem como característica a presença do endométrio, que na verdade é um tecido que reveste o interior do útero, ficando totalmente fora da cavidade uterina, ou seja, ficando em outros órgãos da pelve: trompas, ovários, intestinos e bexiga. A cada mês o endométrio fica mais grosso para que um óvulo fecundado possa se acomodar nele. Quando não existe a gravidez, esse endométrio que ficou mais espesso descama e é jogado para fora do corpo por meio da menstruação. No caso de algumas mulheres um pouco desse sangue migra no sentido oposto e vai direto para os ovários ou na cavidade abdominal, ocasionando uma lesão endometriótica. Os motivos que levam o corpo a se comportar dessa forma ainda é desconhecido, mas o que se sabe é que existe um risco bem maior do paciente ter essa anomalia quando existe histórico familiar nas mulheres da família.

Quando Começa a ter os Primeiros Sintomas da Endometriose?

A endometriose se manifesta somente após a primeira menstruação acontecer e pode acontecer até o final do ciclo de menstruação na vida da mulher se não tratada. Mas o diagnóstico mesmo acontece somente quando o paciente chega na faixa dos 30 anos, por exemplo, quando os sintomas vão se agravando.

Quais as Chances de Você ter Endometriose?

Atualmente a endometriose ataca mulheres com cerca de seis milhões de brasileiros. Segundo informações da Associação Brasileira de Endometriose, entre 10% a 15% das mulheres em idade reprodutiva (13 a 45 anos) podem desenvolvê-la e 30% tem chances de ficarem estéreis.

Tratamento da Endometriose

Existem dúvidas quanto ao melhor tratamento para a endometriose associada à infertilidade (o que prejudica a mulher de engravidar). Em um primeiro momento as pessoas acreditavam que a primeira opção para tratar a endometriose em pacientes inférteis era a estimulação ovariana. Esse tratamento era controlado com gonadotrofinas, tendo como resultado algumas taxas de gestação que variam de 9 a 18% em mulheres no estágio inicial da doença, em geral, mais elevado do que o observado naquelas submetidas ao tratamento expectante (15% contra 4,5%). Porém, atualmente, em mulheres que apresentam o diagnóstico de endometriose em fases avançadas e que já são inférteis e tendem a ter dores intensas durante o ciclo menstrual os médicos optam pela operação como meio de tratamento. Se a pessoa estiver no estágio mais leve da doença é necessário que faça a utilização da inseminação intrauterina, ampliando assim a possibilidade de resultados mais favoráveis nesse sentido. Consulte o seu médico e veja qual tratamento foi recomendado para você.

Endometriose tem Cura

endometriose tem cura sim, mas depende muito do seu tratamento. A endometrioseé uma doença que pode ser tratada com operação ou tratamentos hormonais e até mesmo com o uso do anticoncepcional correto. Mas é claro que tudo depende do estágio em que a doença se encontra.

Endometriose e Gravidez

endometriose pode ocasionar uma gestação de rsico. Veja oque pode acontecer:
  • Ter uma gravidez tubária;
  • Sofrer um aborto espontâneo;
  • Ter um parto prematuro;
  • Ter uma ruptura das veias que irrigam o útero;
  • Ter complicações relacionadas à placenta;
  • Sofrer com a eclampsia;
  • Necessitar de uma cesária.
 

Graças a esses males que a endometriose causa na gravidez dependendo do estágio que você a tem é necessário que você a elimine por completo antes de tentar uma gestação. Isso para evitar qualquer um desses males tão sérios. Mas, se a mulher recebe o diagnostico da endometriose durante a gravidez é necessário que o obstetra tenha muito cuidado com ela. Isso porque a endometriose pode colocar a vida da criança em risco. Sempre consulte o seu médico para ter certeza de que está seguindo na direção correta e com o tratamento mais adequado ao seu caso. A automedicação durantes as crises é complicado, pois pode maquiar os sintomas da endometriose. Se você tiver dores excessivas durante o ciclo menstrual o melhor a ser feito é procurar um médico para ver o diagnóstico correto. O seu médico vai te pedir testes de dosagem hormonal para detectar se existe alguma anomalia, além da radiografia transvaginal.  

Compartilhe esse artigo com seus amigos:

Curta-nos


Deixe uma resposta